terça-feira, 20 de outubro de 2015

Berço de boneca com caixa de frutas!

Bom dia para quem ainda vem visitar esta página tão abandonada.
Nem é que não tenha feito nada desde a última publicação, mas o tempo me falta e as redes sociais são bem mais rápidas para publicar. Acaba que não venho com a frequência que gostaria!

Há alguns dias foi o Dia das Crianças e, aqui, a criança não pediu nada de presente, então resolvi comprar algo que ela está muito 'ligada' neste momento: um bebezão, ão mesmo, grande, que coubesse roupinhas e fraldas de bebê.
Desde que ela encontrou roupinhas que foram dela que tirei do maleiro para lavar a diversão vinha sendo vestir um cachorro de pelúcia grande, porém horroroso, muito velho, e torná-lo um bebê. De fraldas eram usadas sacolinhas de mercado. É...pois é!
Como ela havia pedido um pacote de fradas (apenas!!!) para brincar com o bebê-cachorrão-horroroso, decidi comprar a fralda e o bebê, mas como não sou dessas que se contenta com a ideia inicial, comecei a ver essa caixa no quintal. Essa aqui, ó:


Ela estava no quintal, já, há um tempão. Mais exatamente há uns 2 anos esperando para virar uma caminha para a Nina, nossa felina. Eis a ex-dona da caixa:




 E a caixa ficou, ficou, ficou.
Comecei a olhar essa caixa na semana da criança e resolvi que o bebê da minha criança ganharia um berço.

Isso decidido, a caixa foi totalmente lixada com aquelas lixas de obra. Usei a de cor preta. Acho que é a mais fina que serve para lixar massa corrida. Usei essa porque tinha aqui, mas uma lixa média creio que seja melhor, que facilite mais o trabalho.
A ideia é usar o que tiver em casa, mas se não tiver e for comprar, compre uma lixa média.

Após lixada, iniciei a pintura. Como também utilizei tinta que tinha aqui e a tinta é automotiva, uma sobra de tinta branca que minha mãe usou para pintar portas e esquadrias das janelas da casa dela, não utilizei primer. A tinta automotiva dá uma boa cobertura, não absorve na madeira como a tinta PVA, então passei a tinta direto. Ficou assim com duas demãos:



Não fiquei satisfeita e passei mais uma demão depois. Ficou bem melhor. Nessa foto eu já havia tirado uma das ripas para que a frente do berço ficasse mais aberta. Observe que atrás tem duas ripas.

Tinta seca, iniciamos a colagem dos tecidos. Eu tinha tecido marrom com florezinhas rosa. Achei a cor ótima.
Iniciei a colagem fazendo um babadinho com um tecidinho florido para não aparecer aquele aberto de baixo.
Colei o babadinho franzindo a tirinha de tecido. Em seguida cobri o restante da ripa com o tecido marrom e colei uma fita para cobrir a emenda dos tecidos.



Depois fui medindo e colando o tecido marrom nas laterais.


Fiz na frente e atrás. As ripas ficaram brancas.
A dona do berço estava ajudando a fazer, mas achava que era caminha para as gatas. Sim! As gatas! Nina tem uma companheira, Faísca, com quem não se dá de jeito nenhum! rss

Eu não quis colar tecido em tudo porque a ideia era fazer protetor e colchãozinho. Queria algo mais clean, entretanto pode-se colar tecido em toda a caixa se for fazer outra utilização. Fica bem bonito, também.

Para o colchãozinho medi comprimento e largura da caixa com a fita métrica, risquei e cortei no papel pardo, coloquei sobre o tecido, fixei com alfinetes e cortei com 1 centímetro e meio de folga para a costura.
Infelizmente não fiz fotos, mas nem precisa. É tudo reto. Basta medir, riscar no papel, cortar e colocar sobre o tecido, cortando com um pouco de folga.

Para o protetor fiz o mesmo. Medi a altura que eu queria, descontando a altura provável do colchão e medi a largura toda, numa peça só. Marquei as laterais com o ferro depois de aplicado o molde no tecido e fiz uma costura para definir o fundo e as laterais.

Eu cortei com os tecidos dobrados.  Já saiu as duas partes e teve uma costura a menos por conta da dobra.

Enchi com flocos de espuma de uma almofada velha, mas pretendo colocar manta acrílica porque os flocos descem e fica uma coisa muito esquisita. rss

E o resultado final foi esse:


Na parte de cima eu encontrei aqui uma fitinha marrom com bolinhas rosa que deu certinho na largura. Achei que deu um acabamento melhor do que se tivesse deixado branco.

Os pés eu até fiz, ficou bonitinho nas fotos, mas fiz com cone de papel-alumínio e cobri com EVA, mas não deu certo. O berço ficou sem os pés. Creio que, para fazer pés, tenha que afixar pés de madeira com parafusos. Colado não rolou.

Gente, é bem simples de fazer. Eu não tenho máquina de costura. Costurei tudo à mão com ponto atrás.

E aqui está uma fotinho dela, do bebê e do berço! O bebê é muito grande para esse berço, mas a brincadeira e a diversão está garantida. eu fiquei frustrada, mas ela está muito feliz! Isso é o que interessa!


Vale dizer que ela ajudou em todo o processo, ela escolheu os acabamentos combinando, ela escolheu onde colocar os acabamentos.

Espero que tenham gostado.
Qualquer dúvida, estou à disposição!

Abraços,

Cláudia!

Nenhum comentário:

Postar um comentário